Quinta-feira, 22 de Março de 2007

Dói...













Penso em ti
No teu rumo
No teu traçado de vida
Ainda  jovem
E  tão perdida
Nos teus sonhos
Que desconheço
Nas ambições desmedidas
De quem tudo quer
Sem nada querer
De quem tanto tem
E tudo deita a perder
No sentimento que em ti semeei
Mas não floresceu
No sorriso que em ti cultivei
Mas não desabrochou
Encontro-te
No seio da tua raiva contida
Contra o mundo
Contra todos
Numa juventude empobrecida
Vazia de amor, alegria ou luz
Abriste as tuas asas
Mas não voaste
Nem voarás
Enquanto não te amares
Abri-te portas e janelas
Mostrei-te o horizonte límpido
E segues caminhos
Tortuosos
Escuros e frios
Convicto das tuas razões
Que eu sei que sabes
Estarem erradas
Dói
Saber que te podes perder
E um dia
Posso não te encontrar
...
Quisera eu poder iluminar o teu coração
estou....: Triste por seres assim...
tags:

publicado por Á flor da pele às 13:22
link do post | deixa um reflexo de ti | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar
28 comentários:
De isa&luis a 22 de Março de 2007 às 14:43
Olá,

Gostei do teu poema, um grito que fará eco no coração ainda adormecido.

Beijinhos muitos

Isa


De Alexandre a 22 de Março de 2007 às 14:55
Há dores impensáveis, não é só a dar física, dói muito mais aquela dor que não se vê... mas se sente... e de que maneira!!! Infelizmente!

Beijinhos. Obg pela visita ao meu blog. Já vi que se fazem posts interessantes por aqui, voltarei sempre!!!



De borboleta a 22 de Março de 2007 às 16:08
Feliz num dia, no outro menos bem.

Enquanto lia pensava como era bonito, uma carta escrita assim de mãe para filha. A minha mãe um dia já deveria ter escrito algo assim, quando eu andava sem andar. Hoje, apagamos essas escritas e só vemos coisas bonitas.

Amanha será diferente ;)


De Silencio de Um Sorriso a 23 de Março de 2007 às 09:07
Mergulhei nas tuas palavras como se de mar se tratasse. Não fiques triste... Vai ficar tudo bem


De 100censura2007 a 24 de Março de 2007 às 10:49
Rosa querida...quanta beleza em teus versos tristes...tão parecidos comigo. Obrigada por ter feito um elo entre o meu cantinho e o teu.Confesso-te...nunca, ninguem fez isto comigo. Fiquei emocionada e feliz...por saber que em algum lugar existe uma pessoa que me sente...me entende.Fica com os anjos e aceita meu riso de paz profunda.
Beijinhos amiga


De 100censura2007 a 24 de Março de 2007 às 10:52
Rosa querida...quanta beleza em teus versos tristes...tão parecidos comigo. Obrigada por ter feito um elo entre o meu cantinho e o teu.Confesso-te...nunca, ninguem fez isto comigo. Fiquei emocionada e feliz...por saber que em algum lugar existe uma pessoa que me sente...me entende.Fica com os anjos e aceita meu riso de paz profunda.
Beijinhos amiga


De Cöllyßry a 25 de Março de 2007 às 19:40
Tere-mos que nos amar, para assim amar os demais...bjca


De katrina19793 a 26 de Março de 2007 às 22:42
Há coisas que por mais que tentemos que as pessoas entendam não vale a pena... há que deixar primeiro cair no erro ou bater na parede para depois entenderem.. resta-nos estar lá para amparar a queda... jinhuzzz e boa semana


De 100censura2007 a 27 de Março de 2007 às 10:02
Rosa ...sinto-me feliz com tua presença em meu consentido...certa vez, escrevi ao alquimista que ele é um anjo mensageiro...voce Rosa...é também um anjo de bondade e doçura.Sinto isto.
Beijos de luz e fica com deus querida,


De homem de negro a 27 de Março de 2007 às 11:41
Olá...
Pego-lhe pela mão e levo-o comigo para vermos esse meu mar, tento ensinar-lhe que são estas "coisas lindas" que dão sentido à nossa vida, que é nas coisas simples que encontramos o prazer de viver...
Luto para que ele saiba que a vida deve ser vivida da forma mais pura possível, que esse por-do-sol que tantas vezes coloco no meu blog juntamente com as fotos dele é das coisas mais bonitas que já vivemos juntos, que aquela noite no campismo em que embalei o seu sono enquanto lá fora chovia torrencialmente e fiquei a noite toda acordado a velar por ele é o que nos aproxima...
Ele há noites em que, na ausência de sono, penso nisso e no medo que tenho de o perder para a vida...
Sei que ele um dia criará asas e voará sozinho, espero estar cá para amparar o seu voo, para poder acolhê-lo quando as coisas correrem mal... Mas tenho tanto medo que ele escolha voar em direcção ao sol e queime as suas asas...
Porque os nossos erros de adolescentes nunca servem para lhes dar lições de vida nem para exemplos daquilo que não devem seguir...
Um beijo vadio nesse teu coração sentido de mãe, a gente vê-se por aí...


Comentar post

Assim sou eu...

Aceitem-me como eu sou ... tentarei fazer todos felizes ... Exijam mais do que posso dar... e afastar-me-ei ...

Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Sentimentos recentes

Meditando

Estilhaços...

O silêncio

Raio de sol

Edição do meu segundo liv...

Hoje... e depois amanhã

Fragmentos

Eram gardénias, Senhor...

O meu primeiro livro

Mariana

arquivos

Maio 2016

Novembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Agosto 2012

Março 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

tags

todas as tags

favoritos

Fragmentos

links

pesquisar

 
SAPO Blogs

subscrever feeds