Segunda-feira, 23 de Julho de 2007

Inveja










Ela chega de mansinho

Sem barulho ou alarde
Mascarada de sorrisos
Muito ingénua
Respirando fragilidade
Senta-se à nossa mesa
Partilha do nosso vinho
Desfruta do nosso lar
Aceita o nosso carinho
Mas, eis que de repente
Destila o seu veneno
Derrama o seu fel
Amarga o coração
Gelando a emoção
Fica a desilusão
A mágoa da traição...
Fecha-se a porta
Depois
Mas, já tarde porém
Pois se há rasto que não apago
É o da inveja de alguém
estou....: a abrir a pestana!!
tags:

publicado por Á flor da pele às 13:39
link do post | deixa um reflexo de ti | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar
12 comentários:
De Amaral a 23 de Julho de 2007 às 22:53
"A abrir a pestana", deste uma "lição" à inveja, despiste-a completamente e tornaste-a submissa...


De A.S. a 24 de Julho de 2007 às 15:48
A inveja ignora-se. Quem nos inveja, não nos quer bem!


Um beijo...


De brisa de palavras a 24 de Julho de 2007 às 23:18
Não ligues a sentimentos como a inveja e outros que não interessa.

um abraço
brisa de palavras


De Andre a 25 de Julho de 2007 às 02:57
Gosto imenso do Poema, lamento os conteudos, e discordo dos ideais.
São sentires naturais (o egoismo), convivem-se ou perde-se demasiado.
Beijo


De Secreta a 25 de Julho de 2007 às 08:36
A inveja é de facto ardilosa , devemos ter cuidado com os minimos sinais ...


De Silencio de um sorriso a 25 de Julho de 2007 às 09:24
concordo plenamente com o poema... E é um sentimento terrível, do qual é necessário fugir, sobretudo se vem na nossa direcção.
Por outro lado, nunca pode ser mau, ter-se motivado para se ser invejado :P


De Marta Teixeira a 25 de Julho de 2007 às 12:05
Inveja - um sentimento negativo...que tapa os sorrisos e impede a pessoa de viver...
Poema lindo e a imagem interessante - gostei muito.
Obrigada também pela visita e pelo comentário carinhoso...
O 1º impacto é o pior; depois pensa-se nas alternativas...Obrigada do fundo do coração...
Beijos e abraços
Marta


De Maria Papoila a 25 de Julho de 2007 às 18:28
Rosa:
Gostei muito da tua visita e gostei de vir-te visitar. Bonito blog. Adoro a música! A inveja... poema que a mostra em todos os seus ângulos.
Fugir dela... sempre e de pestana bem aberta...
Beijos


De Alexandre a 26 de Julho de 2007 às 00:02
Uma autêntica ode à inveja, coisa que existe mais por aí do que nós supomos e que tantos estragos provoca!

Os poemas não têm que ser todos de amor!!!

Muitos beijinhos!!!


De Noite a 27 de Julho de 2007 às 09:38
Infelizmente o ser humano tem facetas que denotam imperfeições na criação, mas temos de aprender a viver com elas!


Comentar post

Assim sou eu...

Aceitem-me como eu sou ... tentarei fazer todos felizes ... Exijam mais do que posso dar... e afastar-me-ei ...

Maio 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Sentimentos recentes

Meditando

Estilhaços...

O silêncio

Raio de sol

Edição do meu segundo liv...

Hoje... e depois amanhã

Fragmentos

Eram gardénias, Senhor...

O meu primeiro livro

Mariana

arquivos

Maio 2016

Novembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Maio 2013

Fevereiro 2013

Dezembro 2012

Agosto 2012

Março 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

tags

todas as tags

favoritos

Fragmentos

links

pesquisar

 
SAPO Blogs

subscrever feeds